China considera cobrança da taxa por desperdício alimentar de consumidores

Projeto de lei será debatido pelo Comitê Permanente da Assembleia Popular Nacional

Os clientes que deixam uma quantidade excessiva de resíduos alimentares em restaurantes na China podem ser solicitados a pagarem uma taxa de manuseio, de acordo com um projeto de lei a ser deliberado por legisladores.

O tema, entre outros projetos de legislação, será revisado em uma sessão do Comitê Permanente da Assembleia Popular Nacional (APN), planejada para 26 a 29 de abril.

A nova lei estabelecerá uma definição de desperdício alimentar e escolherá a autoridade para liderar o trabalho, bem como órgãos de aplicação do regulamento, revelou na quinta-feira Zang Tiewei, porta-voz da Comissão de Assuntos Legislativos do Comitê Permanente da APN.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.