China condena parlamento britânico por proibir evento com embaixador chinês

Instituição vetou participação do embaixador chinês em propriedade parlamentar

Foto: derwiki/Creative Commons

A China condenou  o parlamento do Reino Unido por proibir um evento com a participação do embaixador chinês de ocorrer na propriedade parlamentar.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Zhao Lijian, apontou que as sanções da China a um punhado de parlamentares anti-China do Reino Unido foram completamente justificadas e razoáveis. Foi uma resposta necessária a estas pessoas que espalham rumores caluniosos e desinformação e às sanções unilaterais impostas pelo lado do Reino Unido, segundo ele.

“Com relação a quaisquer palavras e atos que sejam prejudiciais aos interesses centrais do país, o lado chinês sempre responde com firmeza e nunca tolera movimentos errados”, disse Zhao. Como duas economias importantes e membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, a cooperação entre a China e o Reino Unido atende às necessidades de desenvolvimento de ambos os países e contribui para enfrentar os desafios globais, disse ele.

A China insta o Parlamento britânico a revogar imediatamente sua decisão, ter em mente os interesses do povo e o bem-estar do mundo e fazer esforços mais concretos para consolidar e desenvolver relações China-Reino Unido, disse o porta-voz.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.