China combate tradições de casamento extravagantes nas áreas rurais

Tanto as autoridades locais quanto as comunidades buscam acabar com algumas das tradições, como os “caili”, que podem fazer com que as famílias dos noivos caiam na pobreza

As autoridades locais e as comunidades da China vêm adotando várias medidas para combater as tradições extravagantes nos casamentos rurais, como os “caili” (presentes de noivado), por exemplo, pelo que informou o Ministério dos Assuntos Civis.

Segundo a tradição do “caili”, a família do noivo deve fornecer riqueza aos seus futuros sogros para garantir um casamento feliz ou para mostrar a riqueza da família. No entanto, esse presente muitas vezes pode fazer com que a família do noivo caia na pobreza.

No povoado de Ningling, na província de Henan, as 364 aldeias criaram regras e regulamentos para promover a moderação e, casamentos e funerais. Os governos locais nas províncias de Jiangxi e Shandong também emitiram recomendações sobre vários aspectos dos casamentos, sendo que entre elas estão o custo dos banquetes e o número de limusines.

Para facilitar a reforma contra tradições extravagantes de casamentos, o ministério se comprometeu em mobilizar as organizações de base nas áreas rurais para promover tais práticas e explorar novas formas de casamentos, como o casamento em grupo. A iniciativa foi destacada em um documento publicado pelas autoridades centrais da China, que prioriza o desenvolvimento da agricultura e áreas rurais.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.