China avança em seu combate à pobreza

Veja fatos e números das conquistas do país asiático na batalha para tirar toda a sua população da pobreza

Com as conquistas históricas feitas na luta contra a pobreza durante as últimas décadas, a China se tornou um importante contribuinte para os esforços globais para reduzir esse flagelo. Esse ano é o ano do 70º aniversário da fundação da República Popular da China e também é uma etapa crucial na campanha antipobreza do país, que promete erradicá-la até 2020.

A seguir estão separados alguns fatos e números sobre o progresso que o país fez em sua campanha contra a pobreza:

* Nos últimos 40 anos, mais de 700 milhões de chineses saíram da pobreza, o que representa mais de 70% da redução da pobreza mundial.

* Entre 2013 e 2018, a China removeu 82,39 milhões de moradores rurais da pobreza; ou seja, uma média anual de 13,73 milhões de pessoas, cifra superior à população da Grécia.

* Apesar disso, no final de 2018 ainda haviam 16,6 milhões de moradores rurais vivendo abaixo da linha da pobreza nacional, sendo que mais da metade delas residiam nas regiões ocidentais menos desenvolvidas.

* Em 2018, a renda disponível per capita dos habitantes rurais em áreas afetadas pela pobreza chegou a 10.371 yuans por ano (cerca de US$ 475), o que é o dobro da média em 2012.

* Impulsionado pelo crescimento contínuo da renda, o consumo rural per capita em áreas pobres alcançou 8.956 yuans no ano passado, o que representa um aumento médio anual de 11,4%.

* A China também ofereceu experiência e assistência a outros países em seus esforços na redução da pobreza. No final de outubro de 2015, o país forneceu 400 bilhões de yuans de assistência a 166 países e organizações internacionais, enviou mais de 600 mil profissionais de assistência e forneceu ajuda médica a 69 países, de acordo com o Departamento Nacional de Estatísticas.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.