China aumentará tarifas de produtos importados dos EUA

A decisão foi tomada após o governo estadunidense aumentar as tarifas de produtos importados da China de 10% para 25%

A China elevará a taxa de tarifas adicionais impostas a alguns produtos importados dos Estados Unidos a partir do dia 1º de junho. De acordo com um comunicado divulgado pela Comissão de Tarifas Alfandegárias do Conselho de Estado, a China já havia imposto tarifas adicionais sobre importações estadunidenses no valor de US$ 60 bilhões, e agora as tarifas para alguns desses produtos terão um aumento de 25%, 20% ou 10%.

A decisão foi tomada depois de os Estados Unidos aumentarem de 10% para 25% as tarifas sobre os produtos chineses no valor de US$ 200 bilhões a partir do dia 10 de maio. O comunicado ressalta que a medida tomada pelos EUA aumentou os atritos comerciais e violou o consenso alcançado por ambos os lados de resolver as disputas comerciais por meio de consultas: “A ação estadunidense prejudicou os interesses de ambas as partes e não atendeu à expectativa universal da comunidade internacional”.

Segundo o comunicado, a China precisou ajustar as suas tarifas adicionais sobre alguns dos produtos importados dos EUA em resposta ao ato de unilateralismo e protecionismo comercial do país norte-americano. Essa medida teria sido uma forma de defender os mecanismos multilaterais de comércio e salvaguardar os seus próprios direitos e interesses.

A China afirmou esperar que os EUA retornem ao caminho correto das consultas econômicas e comerciais bilaterais, façam esforços conjuntos com a China para agir na mesma direção e se esforcem para chegar a um acordo de benefício mútuo baseado no respeito mútuo.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.