China aproveita políticas fiscais para estimular neutralidade de carbono

Sistema tributário para o desenvolvimento verde será estabelecido até 2030

Créditos: Xinhua/Li Bo

O Ministério das Finanças da China divulgou uma diretriz, na segunda-feira, estimulando ainda mais o papel das políticas fiscais para alcançar as metas de pico e neutralidade de carbono do país.

Até 2030, um sistema fiscal e tributário propício ao desenvolvimento verde e de baixo carbono será estabelecido para alcançar a meta, de acordo com a diretriz divulgada no site do Ministério das Finanças.

O sistema de políticas fiscais de apoio ao desenvolvimento verde e de baixo carbono será maduro e completo antes de 2060, diz a diretriz. O ministério pede a construção de um sistema de energia limpo, de baixo carbono, seguro e eficiente e que apoie a transformação verde em setores-chave, como o desenvolvimento de veículos de nova energia e a melhoria das instalações de carregamento e troca de baterias.

Esforços serão feitos para estudar a criação de fundos nacionais de transição de baixo carbono, dar pleno papel aos fundos de investimento governamentais existentes e permitir que projetos elegíveis de desenvolvimento verde e de baixo carbono sejam apoiados por títulos públicos, de acordo com a diretriz.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.