China anuncia dez maiores avanços científicos de 2020

Projetos de segurança alimentar e epidemia de Covid-19 foram destaques

A Associação Chinesa para a Ciência e Tecnologia divulgou os dez progressos mais significativos do país de 2020 na área de ciências da vida, destacando a segurança alimentar e a epidemia de Covid-19. A seleção é realizada todos os anos desde 2015.

Em primeiro lugar, está a descoberta de um composto malcheiroso de gafanhoto por trás da enxameação dos insetos. Pela primeira vez, foi revelado o mistério que faz os animais se unirem em grande quantidade. O projeto é importante para o controle e previsão da praga, além de ajudar os cientistas a resolverem o problema global de alimentos.

Outros avanços incluem a primeira análise de estrutura 3D da proteína do novo coronavírus, a divulgação de dois possíveis remédios da Covid-19 e a construção de modelos de animais para o tratamento da doença.

Cientistas chineses ainda descobriram um gene resistente à doença do trigo, progrediram no desenvolvimento de novos remédios para reduzir o nível de colesterol e no estudo do mecanismo e regulação de envelhecimento de órgãos em humanos.

Outras conquistas incluem a pesquisa de célula cerebral, revelação de conexão neural do cérebro com o baço, a melhora da eficiência de uso de nitrogênio e terapias de células CAR-T, estudada para o tratamento oncológico.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.