China anuncia construção de duas zonas piloto de proteção ecológica cultural

Objetivo é desenvolver áreas com altas concentrações de recursos intangíveis de patrimônio cultural

O Ministério da Cultura e Turismo da China aprovou planos para construir duas zonas experimentais de proteção ecológica cultural em nível nacional. As zonas serão estabelecidas na cidade de Jingdezhen, no leste da China, e na cidade de Luoyang, na província central de Henan.

O país começou a construir zonas nacionais de proteção ecológica cultural nos últimos anos para ajudar a desenvolver as culturas tradicionais em áreas com altas concentrações de recursos intangíveis de patrimônio cultural.

Conhecida como a capital chinesa da porcelana, Jingdezhen destaca-se pela sua história consagrada na fabricação desse tipo de cerâmica, enquanto a cidade de Luoyang marca sua civilização antiga ao longo do Rio Amarelo.

Até agora, sete áreas foram designadas como zonas nacionais de proteção de ecologia cultural.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.