China ajudou 10 países com estações terrestres virtuais

As estações, que foram para países como a Bélgica, a Tailândia e o Quênia, têm papel importante no monitoramento ambiental e no alívio de desastres

O Instituto de Pesquisa de Informação Aeroespacial da China já ajudou 10 países a instalar estações terrestres virtuais, de acordo com um relatório que a entidade divulgou no 4° Simpósio Internacional sobre Observação da Terra para Ambientes Árido e Semiárido, em Xining, capital da província de Qinghai. Realizado na China pela segunda vez, o simpósio bienal já foi sediado também pelo Quirguistão e Tadjiquistão.

Os países que receberam essa ajuda foram Bélgica, Camboja, Cazaquistão, Mongólia, Nepal, Quênia, Quirguistão, Sri Lanka, Tailândia e Venezuela. As estações terrestres virtuais autodesenvolvidas pelo instituto foram equipadas para receber dados em tempo quase real das estações terrestres de satélites remotos da China. Entre os satélites que elas apoiam estão HJ-1A, HJ-1B, Landsat-8 e Proba-V. Estas estações desempenham um importante papel no monitoramento do ambiente ecológico e no alívio de desastres.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.