China age rápido para conter a pandemia novamente

Nova rodada de infecções começou em Nanjing, na província de Jiangsu

Diante de novos picos de infecções esporádicas por COVID-19, os governos de vários níveis da China rapidamente tomaram medidas para conter a disseminação do coronavírus de maneira ordenada.

Essa rodada de infecções começou em Nanjing, na província de Jiangsu, leste da China, quando nove limpadores do Aeroporto Internacional deram positivo em um teste de rotina realizado em 20 de julho.

A megacidade, com uma população de mais de 9,3 milhões, relatou um total de 190 casos confirmados de transmissão local até sexta-feira, de acordo com as autoridades locais. Ao meio-dia de sábado, Nanjing designou 30 áreas de risco médio para COVID-19 e uma de alto risco. Todos os pontos turísticos da cidade estão fechados a partir de hoje.

As autoridades também anunciaram um plano de desinfecção abrangente de 10 dias para o Aeroporto Internacional de Lukou. A cidade também está desenvolvendo um plano para a residência dos funcionários do aeroporto.

Para fortalecer sua capacidade de teste de ácido nucléico, Nanjing construiu seis laboratórios de testes infláveis ​​avançados, que podem testar até 1,8 milhão de pessoas diariamente usando o método de análise misto.

Três rodadas de testes foram realizadas em toda a cidade. Autoridades municipais disseram hoje que a cidade organizará a vacinação para quem cumprir os requisitos para receber a segunda dose  em áreas de baixo risco.

O sequenciamento do genoma do vírus revelou que todas as cepas são da variante Delta altamente infecciosa, disse Ding Jie, vice-diretor do Centro Municipal de Controle e Prevenção de Doenças.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.