China adota testes em massa mais rápidos para Covid-19

Novo procedimento possibilita que laboratórios processem 20 amostras por vez

Créditos: Xinhua/Sun Fanyue

As autoridades de saúde chinesas adotaram testes mais rápidos para o coronavírus que permitem aos laboratórios profissionais processarem 20 amostras por vez.

As técnicas de teste atualizadas, baseadas na prática de juntar cinco ou 10 amostras de swab e testar como uma só, visam aumentar significativamente a eficiência dos testes virais, explicou a força-tarefa interagências do Conselho de Estado para a resposta à Covid-19.

A nova abordagem de testes será introduzida em todo o país, garantindo resultados de qualidade. A força-tarefa emitiu orientações sobre as técnicas , especificando requisitos para coleta, armazenamento, processamento laboratorial e tratamento de amostras pós-teste.

Os testes em massa têm sido uma prática comum na contenção do ressurgimento de transmissão local de Covid-19 na China. Na última onda de Tianjin, município vizinho de Pequim com 13,9 milhões de habitantes, foram realizadas três rodadas de testes em massa em toda a cidade em uma semana, desde que as infecções pela variante altamente infecciosa, Ômicron, foram relatadas pela primeira vez em 8 de janeiro.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.