China adota medidas para garantir qualidade de exportações de suprimentos médicos

Norma exige que exportadores garantam padrões de controle de produtos para ajudar comunidade internacional a combater coronavírus

O Ministério do Comércio informou que a China tomou novas medidas para garantir a qualidade das exportações de suprimentos médicos em meio à luta global contra o novo coronavírus. A partir desta quarta-feira, os exportadores de produtos médicos, incluindo kits de teste, máscaras faciais médicas, trajes de proteção, respiradores e termômetros infravermelhos, precisam fornecer documentação extra ao passarem por desembaraço aduaneiro.

Os documentos devem conter uma declaração de que os produtos são oficialmente registrados na China e atendem aos padrões de controle de qualidade dos respectivos destinos de exportação.

A alfândega liberará as exportações com base nos certificados de registro aprovados pelas administrações de produtos médicos, de acordo com o aviso emitido em conjunto com a Administração Geral das Alfândegas e a Administração Nacional de Produtos Médicos.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.