Chang’e-4 completa mil dias no lado oculto da Lua

Módulo de pouso e o veículo explorador Yutu-2 continuam em boas condições

O módulo de pouso e o veículo explorador da sonda chinesa Chang’e-4 trabalhou por mil dias da Terra no lado oculto da Lua até a quarta-feira, de acordo com o Centro de Exploração Lunar e Programa Espacial da Administração Nacional Aeroespacial da China.

O módulo de pouso e o veículo explorador Yutu-2 estão em boas condições. As cargas úteis a bordo também estão funcionando corretamente e continuarão a exploração científica no lado oculto da Lua.

Até a quarta-feira, o Yutu-2 viajou 839,37 metros e obteve 2.632,01 gigabytes (GB) de dados. Um dia lunar equivale a 14 dias na Terra e uma noite lunar tem a mesma duração. Atualmente, o módulo de pouso e o veículo explorador entraram no modo dormente para a 34ª noite lunar devido à falta de energia solar.

A sonda Chang’e-4, lançada em 8 de dezembro de 2018, realizou o primeiro pouso suave da história na Cratera Von Karman da Bacia do Polo Sul-Aitken, no lado oculto da Lua, em 3 de janeiro de 2019.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.