Chanceleres da China e Brasil conversam por telefone

Ministros concordaram em expandir cooperações científicas e investimentos na infraestrutura brasileira

Na última sexta-feira, o conselheiro e Estado e ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, conversou por telefone com seu homólogo brasileiro, Ernesto Araújo. Os dois representantes concordaram que seus países intensificarão ainda mais sua cooperação.

“A China e o Brasil são importantes mercados emergentes, e não há conflito fundamental de interesses entre eles, com a cooperação superando muito a competição e o consenso superando as diferenças”, disse Wang.

O chanceler chinês apontou que o país asiático está disposto a expandir seus investimentos com o Brasil em áreas como petróleo, eletricidade e infraestrutura. Além disso, a China quer criar novas cooperações científicas em temáticas como energia limpa, agricultura inteligente, telemedicina.

Araújo agradeceu à China por fornecer assistência material antipandêmica ao Brasil, dizendo que seu país está disposto a fortalecer ainda mais sua cooperação com a China na pesquisa, desenvolvimento e produção de vacinas.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.