Chanceleres da China e Alemanha conversam sobre situação ucraniana

Wang Yi ressaltou que apoia esforços para um acordo político

Créditos: Xinhua/Ji Chunpeng

O conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, conversou no sábado por telefone com a ministra das Relações Exteriores da Alemanha, Annalena Baerbock, durante a qual trocaram opiniões sobre a situação atual na Ucrânia.

Wang disse que a China está acompanhando de perto o desenvolvimento da situação e apoia todos os esforços que conduzam a alcançar um acordo político.

Sobre a segurança europeia, as preocupações legítimas de todos os países devem ser levadas a sério, observou ele, acrescentando que após cinco rodadas consecutivas de expansão da OTAN para o leste, o apelo de segurança legítimo da Rússia deve ser resolvido de maneira adequada.

Como membro permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas, a China sempre cumpriu fielmente sua obrigação de salvaguardar a paz e a estabilidade mundiais, enfatizou Wang, acrescentando que acredita que, se o Conselho de Segurança agir, deve facilitar uma solução política para atual crise ao invés de instigar novas rivalidades e confrontos.

Em vista disso, Wang disse que a China impediu o Conselho de Segurança de citar expressões que envolvem a autorização do uso da força e sanções, ao discutir projetos de resolução sobre a questão ucraniana. A China continuará desempenhando um papel construtivo na busca e realização da paz, segundo Wang.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.