Chanceler chinês mantém conversações com homólogo russo

Sergei Lavrov afirmou que Rússia está comprometida em continuar negociações de paz na Ucrânia

Créditos: Xinhua/Zhou Mu

O conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, manteve conversações com o ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, na quarta-feira, em Tunxi, Província de Anhui, no leste da China, e ambos os lados prometeram fortalecer os laços bilaterais.

Observando que os laços China-Rússia resistiram ao novo teste de uma mudança no cenário internacional, Wang disse que a relação manteve sua direção correta e mostrou forte resiliência. “Ambos os lados têm uma vontade mais firme de desenvolver relações bilaterais e uma confiança mais forte para avançar na cooperação em várias áreas”, disse Wang.

Créditos: Xinhua/Zhou Mu

Por sua vez, Lavrov salientou que a comunicação estratégica entre os dois chefes de Estado tem desempenhado um papel importante na garantia do desenvolvimento estável das relações bilaterais e na promoção de um mundo multipolar.

Ele destacou que a Rússia está disposta a trabalhar com a China na arena internacional e multilateral para promover o processo de multipolarização, se opor à hegemonia e à política de poder e defender os propósitos e princípios da Carta das Nações Unidas.

Lavrov informou o lado chinês sobre as negociações com a Ucrânia, dizendo que a Rússia está comprometida em aliviar as tensões, continuar as negociações de paz e manter a comunicação com a comunidade internacional.

Observando que a questão tem uma história complicada, Wang garantiu que a China apoia a Rússia e a Ucrânia na superação das dificuldades para continuarem suas negociações de paz, apoia os resultados positivos alcançados nas conversas até agora e apoia a desescalada das tensões o mais rápido possível e os esforços da Rússia e de outras partes para evitar uma crise humanitária em larga escala.

Wang pediu a criação de uma estrutura de segurança europeia equilibrada, eficaz e sustentável por meio do diálogo e da negociação, a fim de realizar uma paz duradoura na Europa. Os dois lados também trocaram opiniões sobre outros assuntos multilaterais, como a situação na Ásia-Pacífico e o mecanismo do BRICS.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.