Chanceler chinês faz comentários sobre violação dos EUA à soberania da China

Wang Yi respondeu sobre visita de Nancy Pelosi à região de Taiwan

Foto tirada em 21 de julho de 2019 na montanha Xiangshan mostra o arranha-céu Taipei 101 em Taipei, Taiwan, sudeste da China. (Xinhua/Zhu Xiang)

Créditos: Xinhua/Zhu Xiang

Desconsiderando as representações solenes da China, a presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, descaradamente prosseguiu com sua visita à região Taiwan da China, disse o conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores chinês, Wang Yi.

Esta ação viola gravemente o princípio de Uma Só China, infringe maliciosamente a soberania da China e se envolve descaradamente em provocações políticas, o que despertou forte indignação entre o povo chinês e ampla oposição da comunidade internacional.

Isso prova mais uma vez que alguns políticos dos EUA se tornaram “encrenqueiros” nas relações China-EUA, e que os Estados Unidos se tornaram o “maior destruidor” da paz através do Estreito de Taiwan e da estabilidade regional.

Os Estados Unidos não devem sonhar em obstruir a reunificação da China. Taiwan faz parte da China. A reunificação completa da China é a tendência dos tempos e uma inevitabilidade da história. Não deixaremos espaço para as forças da “independência de Taiwan” e para interferências externas.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.