Cabines de pedágio serão eliminadas de vias expressas China até o fim do ano

Segundo o Ministério do Transporte do país, a medida tem como objetivo reduzir o congestionamento de tráfego nas áreas de fronteira provincial

A China estabeleceu que todas as cabines de pedágio em vias expressas nas fronteiras provinciais devem ser eliminadas até o final do ano, segundo o Ministério do Transporte do país. Dai Dongchang, vice-ministro do Transporte, afirmou em uma coletiva de imprensa que todos os postos de cobrança serão removidos, exceto aqueles localizados nas entradas e saídas das vias. Dessa forma, o país pretende resolver o problema do trânsito nas áreas de fronteira provincial.

Para cumprir esse prazo, o ministério irá acelerar o trabalho para melhorar o sistema de cobrança de pedágio e promover a aplicação do sistema eletrônico de cobrança, sem que haja a necessidade de parar. “Eliminar as cabines de pedágio não significa cancelar a cobrança, mas conseguir uma cobrança eletrônica mais rápida e sem parar, por meios eletrônicos”, explicou Dai.

Espera-se que o tempo de passagem dos carros de passageiros nas áreas fronteiriças provinciais seja reduzido para dois segundos, ao invés dos 15 segundos que é o tempo atual. Já com os caminhões de carga, o tempo irá de 29 segundos para apenas três segundos em circunstâncias normais. Dessa forma, o problema do congestionamento do tráfego será reduzido, e a medida ajudará a conservar de maneira significativa a energia e a reduzir as emissões.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.