Baidu lançará táxis autônomos em 2019

A gigante chinesa, em colaboração com o governo de Changsha, realizarão testes nas ruas da cidade durante o segundo semestre

Uma colaboração entre a gigante chinesa de inteligência artificial Baidu e as autoridades de Changsha, capital da província de Hunan, permitirá que as ruas da cidade recebam os seus primeiros táxis autônomos já no segundo semestre de 2019. “Vamos nos certificar de que os primeiros 100 táxis de condução autônoma iniciem as operações de testes ainda este ano”, disse Zhu Jian, vice-chefe do Comitê Municipal de Changsha do Partido Comunista da China (PCCh).

A Baidu estabeleceu na última semana, ao lado de duas empresas locais, uma joint venture para promover o projeto, sendo que em outubro do ano passado a empresa assinou um acordo estratégico para converter Changsha numa cidade demonstração para condução autônoma. A cidade é pioneira do desenvolvimento de veículos inteligentes conectados (ICV, em inglês) e está construindo uma zona de teste nacional e uma forte cadeia industrial nessa área.

Nos últimos anos, a Baidu vem investindo copiosamente no setor da condução autônoma. Em 2017, a companhia lançou uma plataforma chamada Apollo com o objetivo de coordenar esforços entre diferentes setores e, com ela, obteve mais de 50 licenças para testes em ruas abertas de carros não tripulados em cidades como Pequim, Tianjin, Chongqing, Changsha e Baoding.

Segundo o diretor-geral da Baidu, Robin Li, o desenvolvimento dos ICVs tem três fases: infraestruturas conectadas; estacionamento autônomo e operação sem motorista.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.