Astronautas chineses conversam do espaço com jovens africanos

Em órbita há seis meses, taikonautas compartilharam experiências durante evento

Créditos: Michael Tewelde/Xinhua

Três astronautas chineses, ou taikonautas, conversaram do espaço com os jovens de oito países africanos na terça-feira por vídeo, compartilhando sua experiência na missão Shenzhou-14.

Os taikonautas, Chen Dong, Liu Yang e Cai Xuzhe, que estão em órbita há seis meses, compartilharam com os jovens africanos sua vida e trabalho científico na estação espacial.

O principal local do evento, intitulado “Conversa com Taikonautas”, foi realizado na sede da União Africana em Adis Abeba, enquanto estudantes da Argélia, Egito, Etiópia, Namíbia, Nigéria, Senegal, Somália e África do Sul participaram do diálogo na sublocais.

Emily Nangacovie, estudante de ciências da Namíbia, teve a oportunidade de perguntar sobre as pesquisas realizadas durante a missão.

Cai respondeu que eles estão “se concentrando em estudar o impacto da exposição a longo prazo à gravidade zero na saúde dos astronautas e nas medidas de proteção correspondentes, analisando o comportamento e as capacidades dos astronautas e investigando a aplicação da medicina tradicional no espaço”.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.