Artigo chinês aponta benefícios da abertura e reforma chinesas

Entre os pontos listados, está o salto da economia e da redução da pobreza absoluta no país

A reforma e a abertura da China foram tema de um artigo publicado no Diário do Povo da China, que resume as realizações do país que deve avançar com resolução e coragem pelos novos caminhos que foram abertos nos últimos 40 anos. O artigo ressalta que a reforma e a abertura trouxeram para o país um “progresso épico”.

O artigo cita estatísticas para observar o aumento da renda per capita, que foi de 343 yuans, em 1978, para 36 mil yuans em 2017, enquanto a renda líquida per capita rural, saltou de 134 yuans para 13,4 mil yuans, no mesmo período. Ainda segundo o texto, nas últimas quatro décadas mais de 700 milhões de chineses saíram da pobreza absoluta, o que representa mais de 70% da redução da pobreza global durante o período.

A economia chinesa, após a abertura e a reforma, saiu da beira de um colapso, segundo o artigo, e se recuperou com rapidez, superando a economia de países como Itália, França, Grã-Bretanha, Alemanha e Japão, até se tornar a segunda maior do mundo. O que a China conseguiu nesse período, permitiu que o mundo desenvolvesse “um novo entendimento sobre o socialismo” e mostrou que o modelo ocidental não é o único modelo possível de modernização, argumentou.

O Partido Comunista da China “lançou uma grande revolução, a mais profunda da história chinesa, combinando a verdade científica com a realidade da China” e quando o país abraçou a onda de reforma e inovação, ele abriu suas portas e se envolveu na globalização econômica. O artigo ainda afirma que como o socialismo da China entrou em uma nova era, ainda “há montanhas para escalar e águas perigosas para atravessar”.

“Após 40 anos de experiência e lutas, temos mais firmeza e confiança para promover a reforma e a abertura para um novo ponto de partida”. O artigo ainda afirma que todos os chineses devem se preparar e tomar medidas para apoiar a reforma e se dedicar a ela.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.