Arqueólogos descobrem nova relíquia da Grande Muralha da China

Encontrada na cidade de Wu’an, a relíquia tem desenhos semelhantes aos dos 19 sítios da Grande Muralha encontrados em 2007

Uma nova relíquia da Grande Muralha foi descoberta por arqueólogos da província de Hebei. Construída durante a dinastia Ming, o objetivo da muralha era o de proteger o império chinês contra as invasões do norte. A relíquia, que foi encontrada na cidade de Wu’an, tem desenhos parecidos com os dos 19 sítios da Grande Muralha que foram encontrados em 2007. O departamento de conservação de relíquias culturais da cidade acredita que ela pertença ao mesmo sistema de defesa dos sítios.

Jia Mingtian, um arqueólogo do departamento, informou à Xinhua que a fortificação de pedra calcária se estende por aproximadamente 300 m entre duas colunas de área montanhosa, com altitudes entre 1.592 e 1.625 m. A estrutura central das paredes sofreu sérios danos, devido aos anos de negligência, mas as paredes em si estão relativamente bem preservadas. Resíduos de buracos de drenagem e plataformas de defesa também foram descobertos no local.

Um dos maiores símbolos da China, a Grande Muralha é um conjunto de muitas muralhas interconectadas que foram construídas entre o terceiro século a.C. e a Dinastia Ming (1368-1622), tendo sido incluída na lista do Patrimônio Mundial na UNESCO em 1987. Além das que se tornaram pontos turísticos do país, muitas dessas relíquias são pouco conhecidas e ficam escondidas nas montanhas remotas, enfrentando a ameaça da erosão natural.


Fonte: Xinhua

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.