Área do Reservatório das Três Gargantas recebe nova ferrovia de alta velocidade

Ferrovias atravessam montanhas, rios e florestas primitivas durante o trajeto

Créditos: Xinhua/Tang Yi

A linha ferroviária de alta velocidade que passa pela área mais conhecida pelo Reservatório das Três Gargantas está em pleno funcionamento na China, após a abertura de uma nova seção nesta segunda-feira.

Com uma extensão de mais de mil quilômetros, a ferrovia de alta velocidade liga o município de Chongqing, no sudoeste da China, e Zhengzhou, capital da Província de Henan, além de passar pela Província de Hubei, ambas no centro do país.

A nova seção de 434 quilômetros liga Xiangyang, em Hubei, a Wangzhou, em Chongqing. Duas outras seções ao longo da ferrovia entraram em operação anteriormente em 2016 e 2019.

A linha permite que o tempo de viagem de Chongqing a Zhengzhou seja reduzido de cerca de 8 horas para 4 horas e 23 minutos na velocidade máxima, enquanto o tempo mais curto de Chongqing a Pequim será reduzido de mais de 20 horas para menos de 7 horas.

Atravessando várias montanhas, rios e florestas primitivas, acredita-se que seja uma das ferrovias mais desafiadoras da rede ferroviária de alta velocidade na China.

Com velocidade máxima de 350 quilômetros por hora, a nova seção tem 91 pontes, 57 túneis e 10 estações. Entre eles, dois túneis de via dupla com furo único estão entre os mais longos da Ásia, um com extensão total de 18,95 quilômetros e outro com 18,79 quilômetros.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.