Após dez anos de tentativa, pandas conseguem acasalar em zoológico de Hong Kong

Veterinários acreditam que isolamento gerado pelo coronavírus favoreceu acasalamento

O zoológico Ocean Park, em Hong Kong, anunciou que dois de seus pandas finalmente cruzaram depois de dez anos de tentativas mal-sucedidas. Com o espaço fechado para visitantes por conta do novo coronavírus, Ying Ying e Le Le aproveitaram a “privacidade”.

Michael Boos, diretor de conservação do Ocean Park, afirmou em nota que “a chance de gravidez através do acasalamento natural é maior do que através da inseminação artificial”. A gestação de um panda pode durar até 10 meses, então o zoológico só saberá se um bebê panda foi concebido daqui a um tempo.

No fim de março, os dois ursos começaram a dar sinais de que estavam em período de acasalamento. Le Le deixou seu cheiro pelo ambiente e começou a cheirar procurando pelo odor de Ying Ying, que por sua vez começou a brincar na água.

“Esperamos ter a notícia maravilhosa de uma gravidez neste ano e fazer mais contribuições para a conservação dessa espécie vulnerável”, diz Boos. Segundo a organização WWO, existem apenas 1,8 mil pandas na natureza.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.