Após anos de negociações, China e UE fecham acordo de investimentos

O país asiático e o bloco econômico tiveram sucesso na conversa de 7 anos

A China e a União Europeia fecharam um contrato de investimentos na última semana. O anúncio foi feito após videoconferência entre o presidente chinês, Xi Jinping, e líderes europeus. O pacto de compromissos recíprocos demorou sete anos para ser elaborado.

O país asiático se comprometeu a dar mais acesso a seu mercado para os investidores europeus, “dando às empresas segurança e previsibilidade para as suas operações”. Para o bloco, o pacto vai equilibrar as relações bilaterais e melhorar as condições de concorrência.

“O Acordo também inclui compromissos importantes sobre meio ambiente e clima, incluindo a implementação efetiva do Acordo de Paris, e sobre normas trabalhistas”, diz o documento.

A China vai proibir a transferência forçada de tecnologia de empresas estrangeiras, prometeu ser mais transparente em subsídios e impedir que empresas estatais discriminem investidores de outros países.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.