Anvisa aprova uso emergencial de novo lote da CoronaVac

Doses produzidas no Brasil agora também podem ser aplicadas no país

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) permitiu na última semana a aplicação emergencial de 4,8 milhões de unidades da CoronaVac fabricadas pelo Instituto Butantan. O aval foi estendido para mais doses que forem produzidas no Brasil nos próximos meses.

Em reunião transmitida ao vivo, os cinco diretores da agência votaram a favor da liberação do imunizante. Meiruze Freitas, relatora do processo, sugeriu que a autorização seja estendida a mais doses fabricadas pelo instituto, desde que haja comunicação à Anvisa.

Apesar de ter solicitado a aprovação para 4,8 milhões de doses, valor estimado para produção, o instituto corrigiu o número para 4,1 milhões. “Após o processo de envase e conferência do volume, o número de doses produzidas no complexo fabril da instituição foi de 4,1 milhões”, afirmou.

Segundo o Butantan, a previsão é que mais 35,2 milhões de unidades da vacina sejam entregues pelo laboratório chinês Sinovac até abril.

Nesta terça-feira, Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, disse que um lote com 5,4 mil litros de insumos necessários para produzir o imunizante chega da China no dia 3 de fevereiro.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.