Alto salário não é critério principal de jovens chineses em busca de um emprego

De acordo com uma pesquisa publicada no China Youth Daily, jovens recém-graduados buscam empregos que lhes deem “sentimento de realização”

Altos salários e bem-estar não são mais a prioridade dos formados das universidades chinesas na hora de procurar um emprego, segundo um estudo realizado pelo Centro para Pesquisa Social, a Universidade de Pequim e a Zhaopin.com, uma plataforma de busca de empregos importante na China. Publicada no China Youth Daily, a pesquisa contou com cerca de 450 mil estudantes universitários e mais de 30 mil empresas nacionais.

De acordo com o estudo, aproximadamente 66% dos jovens chineses acreditam que o “sentimento de realização” é o elemento que mais os motiva na hora de buscar um emprego, sendo seguido pelo salário. Guo Sheng, CEO do Zhaopin.com, afirmou que pessoas da geração mais jovem buscam trabalho tendo esperando mais uma “progressão” do que o “dinheiro”.

Os dados mostram que os recém-graduados acham que os empregadores ideais são os que “respeitam os empregados” e estão “comprometidos com eles”. A pesquisa também mostra que, em meio ao novo modelo de produção e estruturas profissionais, as gerações mais novas perseguem diversos objetivos em um emprego. Como o consumo doméstico tem crescido e as indústrias têm se transformado e se atualizado, o setor privado vem liderando uma nova força e atraindo cada vez mais os recém-graduados.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.