Alfândega chinesa apreende 13 produtos de marfim

Proibidos no país, os produtos de marfim foram descobertos em pacotes provenientes do Japão e pesavam 277g

As autoridades alfandegárias da cidade de Qingdao, no leste da China, anunciaram durante essa semana que apreenderam encomendas postais de 13 peças de produtos de marfim que pesavam 277g.

Os funcionários dos correios de Qingdao descobriram objetos suspeitos em vários pacotes provenientes do Japão por meio de uma tomografia computadorizada, e mais tarde confirmaram que eles eram adornos de rolos de tinta feitos de marfim.

As remessas foram declaradas sob nomes falsos, endereços vagos e embalagens grossas, como forma de evitar a fiscalização aduaneira, pelo que disseram as autoridades. A investigação aprofundada ainda está em andamento.

A China proibiu qualquer tipo de comércio nacional de marfim no final de 2017, como parte do seu comprometimento com a proteção dos animais selvagens.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.