5G impulsionará a economia digital da China

Segundo a empresa de pesquisa IDC, no futuro a economia digital poderá ocupar até 65% do mercado chinês

A economia digital da China deverá ter um crescimento mais acelerado, uma vez que a concessão de licenças de uso comercial 5G irá estimular a modernização industrial, pelo que afirmou a International Data Corporation (IDC), empresa de pesquisa do mercado mundial. Huo Jinjie, diretor da IDC China, afirmou que a economia digital deverá empenhar um papel importante no futuro, que poderá ocupar 60% da economia mundial, e na China, essa fatia deverá ser ainda maior, chegando a 65%.

Recentemente o Ministério da Indústria e Informatização concedeu licenças de uso comercial 5G para a China Broadcasting Network e para as três principais operadoras de telecomunicações do país. Segundo Huo, a comercialização de tecnologias 5G irá tornar a coleta e o intercâmbio de dados mais fáceis e rápidos, o que impulsionara o crescimento de áreas como a condução autônoma e as cidades seguras.

O desenvolvimento de cidades inteligentes na China será acelerado com aplicações de tecnologias relacionadas com o foco em áreas específicas. “Companhias devem alavancar plataformas e ecossistemas digitais para reforçar capacidades de inovação”, disse Huo.

A IDC prevê ainda que as companhias chinesas investirão mais de US$ 1 trilhão em tecnologia de informação (TI) relacionada à transformação digital de 2019 até 2022. Os dados da empresa de pesquisa mostram que o mercado de segurança da TI da China pode atingir US$ 13,8 bilhões em 2022, com uma taxa de crescimento anual composta de 24,9% de 2018 até 2022.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.